7 sinais que indicam que precisas de sair do teu trabalho atual e que não podes ignorar

Partilhar Artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on reddit
Neste artigo vais descobrir os 7 sinais que te indicam que chegou a hora de mudares de trabalho.

Hoje partilho contigo alguns dos sinais que indicam que precisas de sair do teu trabalho atual (ou fazer algumas mudanças em relação ao teu trabalho atual) e que não podes ignorar.

Se diariamente acordas para ir trabalhar com o estado de espírito de alguém que está prestes a ir para uma prisão, é um sinal claro de que algo não vai bem na tua carreira.

Depois de um dia de trabalho chegas a casa cansado(a), stressado(a) e frustrado(a)…

…e não consegues dar atenção ao teu marido/esposa e aos teus filhos…

… a tua vontade é simplesmente de atirar-te para o sofá e passar umas horas a olhar para a TV, nas redes sociais…

…ou em casos mais extremos, buscas satisfação no álcool, comida ou drogas.

No teu dia-a-dia contas as horas para terminar o dia de trabalho, mas o tempo teima em não passar na velocidade que tu desejas.

Pois é…

…os dias, as semanas e os meses vão passando, e as hipóteses de ficares doente e deprimido, vão aumentando exponencialmente, enquanto a tua energia e felicidade vão diminuindo na mesma medida.

Será que vale a pena pagar uma fatura tão pesada mantendo-te nesse trabalho que detestas?

 

Eis os 7 sinais que não podes ignorar de que precisas de sair do teu trabalho:

1. Ausência do estado de fluxo no teu trabalho

O psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi desenvolveu a teoria chamada de estado de fluxo (flow).

O estado de fluxo é um estado que alcançamos sempre que fazemos uma atividade que nos é estimulante e prazerosa. Neste estado, frequentemente não damos pelo tempo a passar ao realizar as tarefas e sentimo-nos mais felizes, motivados.

 

Se contas as horas que faltam para o final do dia de trabalho, se o tempo custa a passar no teu trabalho, se as tarefas que desempenhas não são estimulantes e simplesmente as fazes a custo, então o teu trabalho não te gera um estado de fluxo. 

2. Competências e conhecimentos subaproveitados

Se no teu trabalho sentes que as tuas competências e conhecimentos não estão a ser devidamente explorados, é muito provável que te sintas frustrado e enfadado com o teu dia-a-dia laboral.

É como se fosses uma luz que tem um grande potencial para iluminar, mas que simplesmente está ofuscada por algo que impede que a luz se propague.

Talvez estejas a desperdiçar as tuas competências e capacidades ao fazer tarefas e funções no dia-a-dia que não te permitem estar no teu máximo potencial.

Esta situação dificultará a tua progressão profissional e resultará, numa questão de tempo, numa frustração e desmotivação crescente.

3. Contexto profissional adverso

Podes até gostar do teu trabalho, e as tuas funções podem irem ao encontro das tuas competências, mas se o contexto profissional não for adequado às tuas expectativas, resultará, numa questão de tempo, em frustração, stress e insatisfação profissional.

O contexto profissional diz respeito à relação entre ti e os teus colegas e chefias, política e cultura da organização, clientes, nível salarial, horários, distância tempo de casa ao trabalho, condições laborais entre outros.

Por exemplo, se estás rodeado por clientes, colegas de trabalho ou mesmo até o teu chefe que têm atitudes pouco colaborativas, repressivas e pouco amigáveis, que fomentam intrigas ou conflitos e que o único feedback que te dão é apontando algo negativo, então o teu ambiente laboral acaba por ser tóxico.

Se alguns destes fatores contribuem para a tua insatisfação, deves em primeiro lugar, questionar se há alguma coisa ao teu alcance que possas fazer para atenuar ou reverter a situação?

 

Caso contrário deves preparar-te para ir em busca de um novo trabalho que vá ao encontro do contexto que mais se adequa às tuas expectativas.

4. Queixas-te constantemente do teu trabalho

Talvez sejas daquelas pessoas que sempre que está com os seus amigos ou com algum dos seus familiares, o assunto da sua conversa é centrado na sua insatisfação com o trabalho.

Se tu sempre que tens oportunidade queixas-te da tua empresa/entidade patronal, dos teus colegas, do teu chefe, do teu salário, dos clientes, do ambiente profissional…

…então algo tens de fazer a respeito do teu trabalho.

5. Não tens expectativas de ser promovido

Se tu trabalhas na empresa por algum tempo e te tens empenhado bastante para agregar valor e contribuir para os resultados positivos da empresa, mas passou um bom tempo, e não há perspetivas de qualquer promoção, ou se alguém nas mesmas circunstâncias que as tuas foi entretanto promovida…

 

…então talvez seja hora de mudares de trabalho.

6. Síndrome de domingo à tarde

Depois de uma semana de trabalho a ansiar pelas 17h30 de sexta-feira eis que chega por fim o fim-de-semana e tu sentes-te mais feliz, aliviado e relaxado. Porém, quando chega o domingo eis que surge o síndrome de domingo à tarde.

Esta síndrome representa aquilo que tu sentes quando tomas consciência de que no dia a seguinte se inicia uma longa e penosa semana de trabalho. Sentes-te ansioso e deprimido pelo facto de o fim-de-semana estar a terminar a passos largos e que começou a contagem decrescente para o início da tua semana infernal de trabalho.

Na segunda-feira o teu despertador toca e a vontade de sair da cama é zero. Apenas te levantas quando o teu despertador foi silenciado por diversas vezes e nesse momento já não te resta mais um segundo sequer, caso contrário vais chegar atrasado ao teu trabalho.

Quando te levantas sentes-te nauseado e a dor de barriga é algo que te atormenta nessas primeiras horas da nova semana.

 

Se sentes aquela sensação de frustração e ansiedade sempre que a semana começa, tal como se fosses para uma prisão, então estás perante um dos sinais mais óbvios que aquilo que fazes profissionalmente é algo que não te realiza.

7. O teu trabalho afeta a tua saúde

A tua saúde tem sido afetada pelo stress e pela insatisfação em resultado do teu trabalho.

Talvez tenhas dificuldade em adormecer, dores de cabeça e constipações frequentes, ansiedade crónica ou o facto de estares constantemente em modo reativo a tudo que acontece à tua volta.

Nenhum trabalho deve justificar a destruição da nossa saúde. Se não consegues gerir as tuas emoções e a forma com o teu trabalho atual impacta a tua vida, talvez seja hora de mudares de trabalho

Conclusão

Se tens mais do que um destes sinais que mencionei, chegou a hora de mudares de trabalho ou promover algumas mudanças e ajustes no teu trabalho atual.

Contudo, se vais entrar num processo de mudança de carreira, é importante que numa primeira fase reflitas seriamente sobre as tuas necessidades e o contexto profissional mais adequado para ti.

Além disso, deves ter em conta aquilo que te motiva e apaixona, bem como ter consciência dos teus talentos e habilidades.

Depois de obteres clareza daquilo que é importante para ti a nível profissional, a segunda fase é ir em busca de um trabalho que esteja mais alinhado possível com esses aspetos que identificaste anteriormente.

Desta forma vais aumentar as tuas possibilidades de fazer algo que te realiza profissionalmente.

Se neste momento estás confuso, frustrado ou infeliz com o teu trabalho atual, quero convidar-te a fazer este questionário que te ajudará a ter mais clareza no caminho profissional a seguir: https://mkt.egoi.page/6e12e13UF/questionario-devo-sair-do-meu-trabalho-atual

  1. Descobre se precisas de sair do teu trabalho atual ou se apenas necessitas de fazer alguns ajustes;
  2. Descobre se estás no caminho profissional certo;
  3. Obtém clareza daquilo que pode estar a causar frustração e insatisfação no teu trabalho atual;

Acede aqui ao questionário GRÁTIS: https://mkt.egoi.page/6e12e13UF/questionario-devo-sair-do-meu-trabalho-atual: https://mkt.egoi.page/6e12e13UF/questionario-devo-sair-do-meu-trabalho-atual

 

Talvez tenhas interesse

Coaching

O que é Coaching?

  “Acredito que o COACHING é uma das melhores abordagens para ajudar as pessoas e as empresas a vencerem novos desafios do século XXI.” O

Faz o download Grátis

Neste ebook vais descobrir:
  • 31 atitudes que te vão ajudar a construir uma vida com mais Propósito e realização
  • Como obter mais sentido em cada dia para ter uma vida mais rica, plena e apaixonante

Para teres acesso, preenche o formulário abaixo: