Os 7 mitos que te estão a impedir de alcançares a realização profissional

Estás insatisfeito com o teu trabalho atual? 

Desejas mudar o rumo da tua carreira, mas achas difícil? 

Neste artigo vou partilhar contigo os 7 mitos que te podem impedir de alcançares  a realização profissional.

Na verdade estes 7 mitos não são mais do que desculpas que as pessoas dão a si mesmas ou que preferem acreditar, e que, de certa forma,  estão a minar as suas possibilidades de serem bem sucedidas profissionalmente.

Vamos lá conhecer os 7 mitos:

 

Mito 1 – Eu preciso ter um salário elevado

Uma grande parte das pessoas buscam ter um salário elevado. 

Mais dinheiro no orçamento mensal, significa maior poder de compra para poder ter a liberdade e a segurança de uma vida melhor.

Todo o trabalhador deve ousar querer um salário melhor. A questão a ter em conta, é se o preço a pagar por isso valerá a pena?

Imagina que estás num determinado cargo/trabalho que permite ter um salário acima da média, mas para isso tens de ficar a fazer horas extraordinárias, fazer viagens várias vezes por mês, lidar com a cultura da empresa que é demasiado exigente e pouco flexível, os níveis de stress são frequentemente elevados…

Depois de alguns anos a trabalhar neste regime, que numa primeira fase até poderia ser motivador e desafiante, como ficará a tua saúde, a relação com a tua esposa/marido e filhos?

Será que vale a pena trabalhar como um louco, estar em constante stress, e tudo o resto fica para segundo plano?

 

Mito 2 – Estou demasiado velho para mudar de emprego

Esta é sem dúvida a desculpa mais usada por alguém que não está disposto a sair da sua zona de conforto.

Lembra-te que a idade da reforma tem vindo a aumentar nos últimos anos. Com o aumento da longevidade da população, a expectativa é que cada vez mais as pessoas tenham de trabalhar até idades mais avançadas.

Será que estás disposto a manter-te nesse estado de apatia, a queixar-te de que o teu trabalho atual não te entusiasma mais, a contar as horas e os minutos para o fim do dia de trabalho?

A nossa realidade é pautada pelas nossas crenças. 

Se tu acreditas (…ou preferes acreditar) que estás demasiado velho para mudar de emprego, vais encontrar uma série de desculpas e justificações para te levar a crer que essa é a melhor opção. 

Também é verdade que se preferires acreditar a tua idade não é um problema e decidir por isso mudar de emprego, vais encontrar outras tantas razões para fazeres essa mudança.

A escolha é tua!

Eu acredito que nunca é tarde para mudar. Quer tenhas 40, quer tenhas 65 anos. Tudo está na tua mente.

 

Mito 3 – Deixa-te estar no teu trabalho atual que é garantido

Quem nunca ouviu este conselho das pessoas que nos são próximas, sempre que dizemos que queremos mudar de emprego?

As pessoas que dão conselhos, estão a expressar a forma como eles próprios encaram a situação baseado no seu ponto de vista.

Lembra-te que os teus amigos, pais ou esposa/marido, não estão na tua pele para sentirem a dor  que tu sentes em relação ao teu trabalho atual.

A segurança que um trabalho “garantido” te dá não pode servir de desculpa para não mudares de trabalho.

Além do mais, verifica-se hoje que não há trabalhos garantidos. O melhor exemplo para ilustrar isso, foi a recente pandemia, que em poucos dias virou por completo a forma de trabalhar e pôs em causa milhões de postos de trabalho.

Se vais aceitar conselhos, aceita aqueles que vêm das pessoas que já alcançaram aquilo que queres alcançar 😉

 

Mito 4 – Preciso de trabalhar com a minha paixão

Trabalhar com algo que te apaixone é algo muito importante para a tua realização profissional, contudo esta é uma meia verdade.

Fazer algo que te apaixona profissionalmente por si só não é suficiente. 

Existem mais 2 elementos que precisas ter presente. 

Em primeiro lugar precisas de ter as competências necessárias para fazer esse algo que te apaixona. 

Por exemplo se és apaixonado por guitarras e se não és competente na sua execução, dificilmente poderás te tornar professor de guitarra….

…ou se não és competente a vender, dificilmente conseguirás trabalhar numa loja de instrumentos musicais.

O último aspeto, diz respeito ao que o mundo precisa. Em qualquer trabalho que realizamos só obtemos um pagamento  se alguém está disposto a pagar por algum serviço ou produto que produzimos, distribuímos, vendemos, reparamos, etc.

Assim sendo o teu trabalho ideal deverá assentar numa paixão, competências para o realizar e ter pessoas dispostas a pagar pelo que fazes.

Os 7 mitos que te estão a impedir de alcançares a realização profissional

Mito 5 – Eu preciso de tirar um curso superior

Nem toda a gente necessita de tirar um curso superior para que consiga alcançar um trabalho que a realize.

Existe uma ideia impregnada na sociedade, que ter um “bom emprego” e um salário elevado depende de tirar um curso superior.

Cada vez mais, as empresas procuram pessoas não pela sua formação e certificações, mas pelas suas competências, habilidades e aptidões emocionais, mentais, comportamentais e sociais.

Estas competências pessoais são designadas por soft skills, e assume-se atualmente como o grande diferencial no mundo do trabalho.

É comum as pessoas  fazerem um enorme investimento de tempo e dinheiro num curso superior e descuram a aprendizagem e o desenvolvimento de soft skills.

 

Mito 6 – Eu preciso de trabalhar por conta própria

Trabalhar por conta própria ou ter um negócio próprio é o sonho de muita gente. 

Esta opção profissional é vista, muitas vezes,  como um remédio milagrosos para aqueles que detestam trabalhar para um chefe, cumprir horários rígidos e submeter-se à cultura da empresa e às tarefas e rotinas impostas pelo seu empregador.

Na verdade, trabalhar por conta própria, apesar das muitas vantagens, exige que a pessoa detenha um conjunto de competências em diferente domínios: criatividade, disciplina, motivação, resiliência, e, acima de tudo, a capacidade de lidar, a cada mês, com a incerteza.

As estatísticas demonstram que cerca de 60% das empresas fecham nos primeiros 5 anos de vida.

Por isso costumo dizer que trabalhar por conta própria é bom, mas não é para qualquer um.

E para ti é?

 

Mito 7 – Eu preciso de mudar de trabalho

Quando as pessoas se vêem a braços com um trabalho que detestam, a solução mais óbvia que lhes vem à cabeça é bater com a porta e ir em busca de um novo emprego.

Na verdade, por mais que não pareça, a solução poderá passar por manter-te no teu trabalho atual.

Como assim!?!?

Precisas de ressignificar a forma como encaras o teu trabalho.

Então o que é isto de ressignificação?

Em primeiro lugar precisas de ter consciência daquilo que te causa insatisfação no teu trabalho. Depois precisas de identificar e decidir, a partir de agora, a assumir  uma nova abordagem quanto à forma como encaras essa(s) situação(es) que te causam insatisfação.

Exemplo: Se tens um chefe que anda sempre a sondar aquilo que fazes e além disso é  as sua observações ao que tu fazes são sempre no sentido de te criticar negativamente.

Isso normalmente deixa-te irritado e frustrado. 

Contudo, quando tu decides adotar a postura de “entra por um ouvido e sai por outro” ou decides abordar essa situação diretamente com ele no sentido de demonstrares a forma como te sentes relativamente a esse comportamento dele em relação a ti. 

Ou alternativa, pedes transferência à administração para outro setor, de forma a que não tenhas de aturar o esse chefe picuinhas.

Este é um exemplo simples de ressignificação.

 

Espero que após teremos desfeito estes 7 mitos, possas ter uma perspetiva diferente sobre o teu caminho que te conduzirá à realização profissional.

Para terminar quero que te retenhas o seguinte:

  1. Não te rendas às desculpas que justificam que deves ficar na atual situação profissional atual
  2. Toma uma decisão. Se não tomares uma decisão nada mudará

 

Se gostaste deste artigo partilha com os teus amigos nas redes sociais.

 

Abraço

Marcelo Silva

Leave A Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.