Quantas vezes, deixas-te de fazer aquilo que acreditavas que era a coisa certa, ou algo importante que querias fazer, só por causa do que os outros iriam pensar?

Vou ser sincero contigo: isso condicionou-me a vida toda e ainda  me condiciona mais do que eu próprio gostaria!  … mas estou a enfraquecer esse monstro, até que ele seja bem mais dócil e domesticado.

Para entenderes, esta foi sempre uma das grandes amarras na minha vida.

Eu tinha tanto pavor de partilhar as minhas opiniões com os outros: simplesmente ficava ali num “canto” para que passasse completamente despercebido.

Desde que descobri o meu propósito, que percebi que para isso se tornar real eu teria de encarar os meus maiores medos: expor aquilo que acreditava e viver a minha vida alinhada com isso.

Foi necessário reunir uma dose grande de coragem.

Confesso que ainda hoje não estou particularmente confortável com isso, mas sei que isso faz parte do processo de crescimento pessoal.

Um exemplo disso, era o facto de eu ter um medo danado de partilhar os meus videos nas redes sociais (ainda tenho, mas esse medo está cada vez mais pequeno à medida que eu vou me expondo), ao ponto de ter evitado por demasiado tempo fazer algo que é fundamental para alcançar o meu propósito.

A propósito, entra no meu canal no youtube subscreve e clica no no “sino” para receber as notificações de novos videos (era impensável há um ano atrás eu pedir  a alguém que visse os meus videos 😉

Porquê que nos importamos tanto com o que os outros vão achar, pensar ou dizer sobre nós? 

No fundo este é um medo inconsciente que todos nós podemos ter, em maior ou menor grau, que é o medo de não ser aceite pelos outros.

Este medo faz parte da nossa “programação”, desde os primórdios da espécie humana quando habitava nas cavernas.

Nessa altura, ser rejeitado pelo grupo era significado de estar entregue à sua própria sorte, reduzindo drasticamente as suas hipóteses de sobrevivência.

Hoje em dia, este mecanismo de sobrevivência não faz o menor sentido. Só atrapalha a nossa vida.

Que coisas tens vindo adiar ou abdicar de fazer na tua vida só pelo receio que tens de que os outros vão achar? 

Tudo isto deve-se ao meu medo de seres rejeitado.

Qual o custo de não ires atrás dos teus sonhos, de assumir aquilo que acreditas na tua vida e de viveres de acordo com isso? 

O antídoto a isto é dizer para ti mesmo com toda energia “QUE SE F*DA!” , os mais comedidos podem dizer: “Que se LIXE!” (o impacto não é o mesmo, não é verdade?! 😉

O mais triste é nos importarmos demais por aquilo que as outras pessoas, que não nos conhecem realmente, possam achar ou deixar de achar de nós.

Por isso, desafio-te a viver a tua vida segundo as tuas próprias regras e considera apenas aqueles que te querem bem e te apoiam na tua jornada!

Lembra-te que esta atitude, é como um músculo que se vai fortalecendo à medida que nos exercitamos.

 

O caminho do nosso sucesso surge quando trespassamos os nossos medos!

Se achas-te útil este email, partilha com as pessoas que tu acreditas que esta mensagem possa fazer diferença nas suas vidas.

 

…e não te esqueças, subscreve aqui o meu canal de youtube. Muito grato!

Tem um dia inspirador!
Um abraço,
Marcelo Silva

 

P.S: Subscreve o meu canal de youtube para receberes conteúdos e dicas

Leave A Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.