Nas últimas duas semanas falamos da importância de obtermos clareza para alcançarmos uma vida que realmente seja satisfatória [lê no meu blog]
Agora que está mais claro para ti aquilo que é importante e que queres alcançar na tua vida, vamos nos debruçar-nos sobre outro aspeto crítico para o sucesso e para a transformação pessoal.

Brendon Burchard no seu livro “Os 6 hábitos da alta performance”, partilha a sua descoberta feita ao longo dos seus 20 anos de carreira como Coach, que as pessoas mais bem sucedidas na sua vida, buscavam sempre o seguinte:

…De que  forma podem se tornar no tipo de pessoa que conseguem obter os resultados que desejam!

Na prática, Isso significa que buscam constantemente se tornar na sua melhor versão, buscando melhorar e desenvolver novas competências, formas de pensar e agir e assumir novos hábitos e rotinas no seu dia-a-dia.

Ser a melhor versãoSe olharmos para trás, nem tu nem eu somos hoje a mesma pessoa que éramos antes de entrar para o mundo do trabalho…

…nem a mesma pessoa que entrou na universidade em relação àquela que saiu.

…nem somos os mesmos antes e depois de sermos pais.

Faz parte da condição humana  ter a intenção e o desejo de crescimento e de melhoria contínua, contudo, facilmente somos consumidos pela rotina do dia-a-dia e, deixá-mo-nos apanhar pela agradável zona de conforto…

…e todos os nossos sonhos e aspirações ficam perdidos algures num recanto obscuro da nossa mente.

A questão é: Estamos a transformar-nos na pessoa que conseguirá realizar as suas aspirações e sonhos?

…ou simplesmente estamos a escolher o caminho mais fácil, em vez de fazer aquilo que nos faz caminhar na direção da vida extraordinária que desejamos?

 

A questão fundamental que tu tens de tornar claro neste momento é:

Que pessoa preciso de me tornar para obter os resultados que desejo?
Claro está, que não precisas de te tornar num vilão ou numa outra pessoa totalmente diferente.

O objetivo é tu buscares ser sempre a melhor versão de ti mesmo.

É como se pudesses fazer upgrades (melhorias) contínuos ao teu sistema operativo, que ao longo do tempo vai melhorando as suas debilidades e acrescentando novas funcionalidades.

Na prática, isto pode significar que sejas, mais focado, produtivo, disciplinado ou comprometido com os teus objetivos, por exemplo.

Robin Sharma, autor do Livro “O monge que vendeu o seu Ferrari”  referiu que “Uma das coisas mais tristes na vida é quando chegamos ao fim do caminho e olhando para trás, sentimos arrependimento, sabendo que poderíamos ter sido, ter feito e ter tido muito mais.

No Livro “Manhãs Milagrosas”, Hal Elrod refere que “Nunca se esqueça que a pessoa em que está a tornar-se constitui o único fator crucial e determinante no âmbito da sua qualidade de vida, agora e doravante.

Para terminar, ao final do dia recomendo que faças as seguintes reflexões:

  • Hoje fui a pessoa que precisava de ser para viver a vida que desejo?
  • O que posso fazer amanhã de diferente?

O nosso nível de sucesso raramente excede o nosso grau de desenvolvimento pessoal, pois o sucesso é algo que é atraído pela pessoa em que nos tornamos” Jim Rhon

Leave A Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.